DIA DAS MÃES

 

Há uma foto de minha mãe

na solidão de meu quarto.

A seu lado trazem saudades

fotos de outras mães

que acariciam

minhas lembranças.

Não tenho nada a queixar:

tive na vida braços

que me levaram ao berço,

e cantigas de ninar

que me davam ilusões

nas noites para dormir feliz.

Como mães foram também

meu pai, minha tia e minha avó.

Com o tempo, todos se foram

å mais serena noite...

Teresinka Pereira

 

 

*Feliz Dia das Mães a todos… hoje e sempre!

2 comentários:

Luiz Alfredo disse...

Todos se vão
mas ficam guardados
num álbum de fotografia
da nossa alma
do nosso coração
e voltam em forma
de linda poesias

Seu bolg é cica
mas de uma poesia
de pura frutose

Luiz Alfredo - poeta

Sabor de Pitanga disse...

Olá poeta, seja bem-vindo.

Abracao