Bolo de Milho Verde

01 lata de milho verde (sem a água)

01 lata de leite condensado

05 ovos

01 colher (sopa) de manteiga

01 pacote de coco ralado.

 

Bater tudo no liquidificador e colocar em forma untada.

Assar em forno moderado.

 

*Eu assei 1/2 hora. Mas, isso depende do forno de cada um.

 

*Esta receita foi-me dada por uma pessoa muito especial! Uma colega da Canto terapia que, tinha uma voz linda! Mas, infelizmente, duas demências – uma delas, galopante – tirou-nos o contato; ela já não sabe quem sou eu! O último cartão que recebi da mesma (uma letrinha linda!) foi no natal de 2010 e, em 2011, ela já se encontrava em outro mundo, apesar de fisicamente continuar entre nós… Assim é a vida: muita vezes nos surpreende com coisas desse tipo… acontece tudo muito veloz! portanto, procuro lembrar a cada instante que, o AGORA é mais importante que o AMANHA… esse poderá nem existir. E há gente que ainda acredita no ETERNO! (?)

Independente de idade, qualquer um de nós poderá ser atingido por coisas semelhantes… é bom que não esqueçamos!

Terezinha L., jamais esquecerei a forma carinhosa como você me tratava! As tarde em que você preparava um chá com bolos e bolachinhas para mim; era só eu chegar no Brasil! São coisas desse tipo que tornam as pessoas ESPECIAIS! Você para mim, continuará sendo ESPECIAL. MUITO ESPECIAL! Continuarei ligando para Dona Olivia, no Rio de Janeiro, para saber de você, de vocês.

Você, continuará a ser, na minha memória, a cantora lírica que eu tanto gostava de escutar...

Que Deus tenha misericórdia do seu estado de saúde!

Pitanguinha

 

***Descanse em paz,     Terezinha!!!

 

Outubro de 2012

6 comentários:

Georgia disse...

Ana gostei da receita, nao leva farinha de trigo?

Vou experimentar qqr hora dessas.

Pode me mandar a receita por email? É que nao dá prá copiar, rs.

Uma feliz Páscoa prá vc e seu amor.

Beijos

Georgia disse...

E certas pessoas marcam mesmo a nossa vida, nao é mesmo?

Um grande beijo

Sabor de Pitanga disse...

Nao, Gê. É só isso mesmo.

Claro, mando com prazer. Aguarde a receita por email.


Ah! E como marcam! A Terezinha era uma grande amiga. Pessoa fina! Eu gostava demais de conversar com ela. Mas comecou com problemas al falar e achavamos que era de fundo nervoso, pois perdeu o único irmao e sofreu demais. Porém era mais grave do que se pessava: Alzheimer e outra demência que nem sei o nome, ainda mais galopante...

O caso dela mexeu muito comigo! A gente fica pensando, refletindo e, colocando-se no lugar...

Beijos da Pitanguinha

Sabor de Pitanga disse...

Corrigindo: *ao falar, *que se pensava

Georgia disse...

Ana, recebi a receita, obrigada.
Qdo fizer vou postar.

Boa Páscoa!

Bjos

Sabor de Pitanga disse...

Valeu, Gê.

Depois vou postar aqui e lhe enviar a receita de um bolo de farinha de arroz; foi a Terezinha também quem me deu.

Certa vez ela me deu a receita de um creme para espinafre (perdi a receita) que era simplesmente demais!

Beijos